A Obesidade

Opções de tratamento

Opções de tratamento

Devido ao fato de a imensa maioria dos pacientes severamente obesos não conseguirem promover mudança definitiva nos seus hábitos alimentares e na prática de atividade física, aliado às alterações nos mecanismos que controlam a distribuição da gordura e o gasto energético, os obesos tendem a recuperar o peso perdido, superando inclusive o peso inicial e se tornando ainda mais obesos. É por essa razão que os tratamentos conservadores à base de dietas e medicamentos não conseguem manter perdas de peso significativas a longo prazo. Isto leva a um fenômeno popularmente conhecido como “efeito sanfona”. Os pacientes com obesidade mórbida devem portanto ser encarados como portadores de uma doença séria, que ameaça a vida, reduz a qualidade de vida e a auto estima, e que requer abordagem eficiente para promover redução do peso de forma definitiva.

Leia mais...

Obesidade, Riscos e Comorbidades

Obesidade, Riscos e Comorbidades

A obesidade em última análise representa fator de risco maior, seja risco para aparecimento de outras doenças, seja risco de morte propriamente dita. Estudos demonstram que proporcionalmente ao aumento do peso, também ocorre aumento dos níveis de gordura no sangue (colesterol e triglicérides), de glicemia (diabete) e elevação da pressão sangüínea.
Existem diversas doenças que têm freqüência muito aumentada nos obesos. Estas doenças (comorbidade) são as principais responsáveis pelo aumento das taxas de mortalidade, da diminuição da expectativa e da qualidade de vida, e são o motivo principal da necessidade do controle do peso. Doenças como diabetes, hipertensão arterial, hiperlipidemia, coronariopatias como angina e infarto, doenças articulares, apnéia do sono, insuficiência respiratória e cardíaca, além de diversas formas de câncer, têm elevada prevalência entre os obesos e o controle dessas doenças necessariamente envolve a perda do excesso de peso.

Leia mais...

Obesidade: um problema atual

Obesidade: um problema atual

Por milhares de anos os seres humanos não se preocuparam com o excesso de gordura do organismo,já que a obesidade era considerada uma forma de armazenar reservas de energia.

Por muito tempo era até relacionado com um sinal de saúde e beleza física. Porém desde a origem da medicina com os gregos e árabes, como Hipócrates, Galeno e Avicena, já era observado o fato que os indivíduos obesos sofriam mais por doenças e viviam menos. Desde a antiguidade a Medicina Tradicional Chinesa através de seu livro da sabedoria o “Nei Ching” já recomendava que os indivíduos que quisessem ser saudáveis e ter vida longa deveriam evitar a obesidade.

Toda preocupação atual com a obesidade começou a partir de 1950 quando apareceram os primeiros resultados dos estudos estatísticos das companhias de seguro americanas, onde foi observado que as pessoas obesas adoeciam e morriam em número muito maior que os demais. Isto aumentou a preocupação com os obesos.

Última atualização ( Seg, 06 de Agosto de 2012 14:16 )

Leia mais...

A Obesidade

A Obesidade

A obesidade é definida como o aumento do peso corpóreo em relação ao peso ideal devido ao excesso de tecido adiposo (gordo) no organismo. Atinge indivíduos de ambos os sexos e todas as idades, porém é mais freqüente nos adultos do sexo feminino. Atualmente, muita preocupação também é tida com as crianças e adolescentes, onde os estudos estatísticos mostram que é rapidamente crescente o número de obesos.

Última atualização ( Seg, 06 de Agosto de 2012 14:16 )

Leia mais...