Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

Dica de quarta: Pipoca, ah!

Dica de quarta: Pipoca, ah!

 

Nozes ajudam na perda de peso

Nozes ajudam na perda de peso

Nozes são ricas em ômega-3 e outras substâncias que, quando consumidas regularmente, podem reduzir os riscos de desenvolver obesidade e diabetes. Ainda, de acordo com um novo estudo publicado no periódico científico Diabetes, Obesity and Metabolism, elas podem reduzir o apetite e servir como ferramenta eficiente na perda de peso.

O estudo
Cientistas do Centro Médico Beth Israel Deaconess, nos Estados Unidos, estudaram a forma como nove pacientes obesos reagiam à uma dieta com o fruto. Durante cinco dias consecutivos, os pacientes, que estavam internados no hospital, foram divididos em dois grupos: uns tomaram uma vitamina com 48 gramas de nozes (o equivalente a aproximadamente sete nozes inteiras ou 315 calorias), enquanto outros tomaram placebo, com o mesmo sabor e conteúdo calórico.

Após um mês tendo voltado à dieta habitual, os pacientes passaram por um segundo teste de cinco dias ingerindo as bebidas. Depois disso, foram realizados exames cerebrais enquanto os pacientes observavam imagens de alimentos com alto teor de gorduras, como um bolo, e de alimentos com baixo teor, como vegetais, ou imagens neutras de rochas e árvores.

Controle da dieta
Os resultados mostraram que quando os participantes observavam fotos de alimentos gordurosos, a atividade da ínsula – região do cérebro responsável pelo apetite e controle de impulsos – era maior naqueles que consumiram a bebida com nozes. Isso sugere que o consumo regular da noz pode reduzir o apetite e ajudar na alimentação correta.

“Elas podem alterar a forma como vemos a comida e impactar nosso apetite”, disse Olivia Farr, principal autora da pesquisa ao The New York Times. “Nossos resultados confirmam a opinião dos especialistas, que recomendam o consumo de nozes como parte de uma dieta saudável.”

A pesquisa foi financiada em parte pela associação dos produtores e manipuladores de nozes, California Walnut Comission, nos Estados Unidos.

(Fonte: Veja)

Dieta sem carne pode dobrar a perda de peso, diz estudo

Dieta sem carne pode dobrar a perda de peso, diz estudo

Pessoas que mantêm uma dieta vegetariana conseguem emagrecer duas vezes mais rápido do que aqueles que consomem carnes, de acordo com uma pesquisa conduzida pela empresa inglesa Forza.

O estudo, que contou com a colaboração de 1.000 voluntários, foi realizado para entender qual era a influência do consumo de carne na perda de peso. Para isso, os participantes foram divididos em dois grupos: os que comem carne e os que mantinham uma dieta vegetariana.

Após um mês de acompanhamento, foi observado que aqueles que consumiram carne haviam perdido cerca de 1kg. Já os que seguiram a dieta vegetariana, eliminaram 2kg. Segundo os pesquisadores, o resultado se deve à mudança de hábitos gerada pelo novo estilo de vida.

O estudo também constatou que os vegetarianos, além de evitarem alimentos ricos em açúcares e sódio, como fast foods, passaram a se exercitar mais - 28% deles frequentavam a academia, contra 14% dos carnívoros que mantêm esse hábito. Os vegetarianos também eram duas vezes mais propensos a optarem por opções saudáveis no mercado: 57% deles faziam isso, contra 29% dos participantes que comem carnes.

"A pesquisa mostrou que se tornar vegetariano é uma ótima maneira de perder peso. As pessoas se sentem melhor depois de evitarem o consumo de carne e ficam mais propensas a adotar um estilo de vida mais saudável", explicou Lee Smith, diretor da empresa que conduziu a pesquisa.
Smith ainda adverte que nem toda carne magra é realmente calórica, mas acredita que aqueles que consomem carne acabam ingerindo mais calorias porque a carne é preparada de modo não saudável.

(Fonte: Minha Vida)

Bolo de coco sem glúten e sem lactose

Bolo de coco sem glúten e sem lactose

INGREDIENTES
Massa
• 1/2 xícara (chá) de farinha de grão-de-bico;
• 1/2 xícara (chá) de fécula de mandioca ou batata;
• 1 xícara (chá) de goma de tapioca hidratada;
• 100g de coco seco ralado ;
• 4 ovos caipiras;
• 1/2 xícara (chá) de óleo de coco;
• 2 xícaras (chá) de açúcar demerara;
• 400 ml de leite vegetal de coco;
• 1 colher (sopa) de fermento para bolo;
Calda
• 1 xícara (chá) de leite de amêndoas;
• 50g de coco ralado;
• Açúcar demerara a gosto.

MODO DE PREPARO
Massa
Peneirar rapidamente as farinhas e misture ao coco ralado, em seguida reserve;
Em uma batedeira, coloque os ovos, o óleo de coco e o açúcar demerara. Deixe batendo e adicione aos poucos as farinhas (grão-de-bico, fécula e tapioca) e o leite de coco. Por fim, acrescente o fermento, conte 5 segundos e desligue a batedeira;
Unte uma forma retangular com óleo de coco e a farinha de grão-de-bico. Despeje a massa na forma untada e leve para assar em forno pré-aquecido a 180º por aproximadamente 35 minutos;
Quando estiver pronto, regue o bolo com a calda e sirva ao esfriar;

Calda
Leve todos os ingredientes em fogo baixo e deixe reduzir pela metade.

(Fonte: Natue)

‘Obesidade saudável’ é um mito, afirma estudo

‘Obesidade saudável’ é um mito, afirma estudo

Se você está acima do peso, ter bons resultados nos exames médicos não é o suficiente para dizer que está saudável. De acordo com um estudo publicado recentemente no periódico científico European Heart Journal, pressão arterial normal e bons níveis de colesterol e açúcar no sangue não são garantia de saúde entre pacientes obesos.

Mesmo em boas condições, esse grupo – que possui um IMC acima de 30 – corre um risco desenvolver doenças cardíacas 28% maior do que indivíduos com os mesmos resultados nesses exames, mas com um peso corporal equilibrado. Já quem tem sobrepeso – IMC de 25 a 30 – tem esse risco aumentado em até 26%.

O estudo
Cientistas da Imperial College London e da Universidade de Camdridge, ambas no Reino Unido, analisaram o estado de saúde de mais de meio milhão de europeus ao longo de 12 anos. Durante o período, 7.637 desenvolveram doenças cardíacas – e o peso em excesso pareceu ser o principal fator de risco, mesmo entre aqueles com pouca ou nenhuma alteração metabólica.

Doenças futuras
O sobrepeso, segundo os especialistas, pode não ser o responsável direto pelas doenças do coração, mas ao longo do tempo pode prejudicar a saúde ao elevar a pressão sanguínea e o nível de glicose. Para os pesquisadores, o estudo pode servir como um lembrete de que o controle de peso é importante para evitar complicações futuras.

“Não existe mais esse conceito de obesidade saudável. Nosso estudo mostra que pessoas com excesso de peso e que podem ser consideradas ‘saudáveis’ podem não ter desenvolvido um perfil metabólico desfavorável, mas isso virá mais tarde.”, disse Ionna Tzoulaki, da Imperial College London, à BBC News.

(Fonte: Veja)

Página 5 de 200

Destaque

banner

Video em Destaque

bem-estar

Corpo Clínico

dr-almino-aa

 

Dr. Almino Cardoso Ramos

Diretor Geral da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-manuela

 

Dra. Manoela Galvão Ramos

Diretora administrativa da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-galvao

 

Dr. Manoel Galvão Neto

Coordenador/ Chefe da Endoscopia Bariátrica Avançada da Clínica Gastro Obeso Center

saibamaismais


dr-thales

 

Dr. Thales Delmondes Galvão

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-nestor-tadashi-bertin-suguitani-m

 

Dr. Nestor Tadashi Bertin

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba 


dr-eduardo-bastos-m

 

Dr. Eduardo Bastos

Coordenador Científico da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-raphael-torres

 

Dr. Raphael Tôrres Figueirêdo de Lucena

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba

 

Calcule seu IMC

Peso:
Kg
Altura:
m


IMC:

 

Newsletter GOC

Name:
Email: