Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

Estudo mostrou que a alimentação do parceiro afeta diretamente os hábitos do casal

Estudo mostrou que a alimentação do parceiro afeta diretamente os hábitos do casal

Se depois do casamento você passou a comer mais guloseimas ou alimentos industrializados, e além disso deixou de fazer atividades físicas e acabou engordando, a explicação pode ser mais óbvia do que você imagina. De acordo com um estudo realizado pela Universidade de Edimburgo, na Escócia, os hábitos alimentares do parceiro podem ter forte impacto no seu ganho de peso.

A pesquisa analisou dados de 20 mil pessoas, incluindo os hábitos e ambientes domésticos da infância e vida adulta, saúde e genética dos participantes. Os resultados mostraram que independentemente do tipo físico de cada indivíduo, a convivência com o parceiro dentro de uma mesma casa contribui de forma significativa para o aumento de peso.
Além disso, o estudo mostrou que tudo depende de como é a alimentação do parceiro, se ele tem uma alimentação ruim irá influenciar na sua, podendo causar no ganho de peso. Porém se ele se alimenta bem e pratica atividades regularmente, você terá mais chances de adquirir esse hábito também.

No entanto, os pesquisadores dizem que o casamento também pode ajudar a reverter esse cenário pouco saudável. Para isso é preciso que o casal se incentive, passando a experimentar novos alimentos e criar uma rotina ativa de exercícios físicos.

(Fonte: Minha Vida/ Adaptado)

 

 

Duas bananas por dia: Estudo revela mais benefícios dessa fruta em nossa vida!

Duas bananas por dia: Estudo revela mais benefícios dessa fruta em nossa vida!

Uma pesquisa feita pela Universidade de Harvard, EUA, apontou que o consumo de duas bananas por dia melhora quase todas as funções do organismo!

De acordo com as pesquisas, apenas duas bananas por dia aceleram os trabalhos do organismo, dando mais disposição ao corpo!

Para crianças e adolescentes, a banana também é uma aliada para o fortalecimento e desenvolvimento do corpo.
O consumo regular de duas bananas também ajuda a equilibrar os sintomas da TPM. Os componentes da fruta podem regular os hormônios femininos.
Banana com aveia, banana com mel, bolo de banana, vitamina de banana e até farinha de banana! No Brasil, é banana para dar e vender! Por isso, o que não faltam são opções para incluir uma das frutas mais populares e consumidas no país no seu dia a dia. Fonte de nutrientes essenciais para o bom funcionamento do nosso organismo, a ciência nutricional aponta que ingerir duas bananas por dia pode trazer mais benefícios do que você imagina, dentre eles, aumentar a disposição do corpo e reduzir os níveis de estresse do cotidiano!

Gostosa, versátil e nutritiva, são algumas das tantas características que definem a nossa querida banana. E, em nossa busca por uma alimentação saudável e equilibrada, a resposta para o seu bem-estar consiste em comer duas bananas por dia! Segundo estudos recentes da Nurses' Health Study II (NHSII), da Universidade de Harvard, nos EUA, o consumo diário da fruta inclui bons níveis de proteínas, fibras alimentares e vitaminas necessárias para que as funções do nosso corpo funcionem de maneira correta.

1 - Fornece energia: Seja para a prática de exercícios físicos ou para as atividades cotidianas, comer duas bananas por dia irá contribuir para que os nutrientes ingeridos se tornem energia para dar um up nas suas atividades. A disposição gerada inclui consumir a fruta in natura ou acrescida com outros alimentos, como aveia, mel, linhaça e iogurte, por exemplo.

Confira 6 benefícios de comer 2 bananas por dia

2 - Diminui os níveis de estresse: Fonte de triptofano, essa substância é responsável na participação dos hormônios que melhoram o humor (serotonina), combatem a depressão e proporcionam um bom relaxamento. Os minerais magnésio e cálcio também se tornam eficazes nessa prática, amenizando o estresse e a ansiedade do dia a dia.

3 - Combate a anemia: Por possuir ferro em sua composição, quando ingerimos duas bananas diariamente, aumentamos a quantidade do mineral ingerida, suprindo as nossas necessidades básicas. Para turbinar essa absorção, você pode combinar a banana com frutas e alimentos ricos em vitamina C, para ocorrer a biodisponibilidade dos nutrientes.

4 - Melhora o sistema cardiovascular: Comer duas bananas por dia também pode deixar o seu coração saudável, livre de enfermidades. Fonte de potássio e cálcio, a banana ajuda a regular os níveis da pressão arterial, prevenindo o derrame ou um ataque cardíaco.

5 - Regular o intestino: Fonte de fibras alimentares, o consumo da banana ajuda a tornar o intestino saudável, prevenindo a constipação. Em caso de prisão de ventre, recomenda-se o consumo da banana bem madura, já nos casos de diarreia a banana verde irá ajudar no controle.

6 - Favorece o emagrecimento saudável: As fibras encontradas na composição da banana, atua proporcionando saciedade e impedindo que comamos mais do que precisamos. Por isso, ao ingerir duas bananas por dia, no intervalo das refeições, irá diminuir o apetite para a próxima ingestão alimentar.

(Fonte: Conquista sua Vida/Adaptado)

Panqueca de ricota com geleia de frutas vermelhas

Panqueca de ricota com geleia de frutas vermelhas

- INGREDIENTES:
• 1/3 xícara de ricota de búfala
• 1 ovo
• 1 colher sopa de adoçante xylitol
• 1 colher chá de extrato de baunilha (opcional)
• 1/3 xícara de farinha de aveia
• 1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
• 1/2 limão siciliano (raspas da casca)
• 2 colheres de sopa de água (se precisar na massa)
• geleia de frutas vermelhas sem açúcar
• ghee ou manteiga (untar a frigideira)
• noz-pecã picada (ou outra oleaginos.

- MODO DE PREPARO:
Num bowl misture a ricota, o ovo, o adoçante e a baunilha. Dissolva um pouco a ricota e mexa bem. Acrescente a farinha de aveia, o bicarbonato e as raspas do limão. Aqueça uma frigideira pequena com ghee ou manteiga. Coloque a massa e deixe dourar. Vire para dourar o outro lado também. Sirva com a geleia e a noz-pecã salpicada.

(Fonte: Boa Forma)

Ser acima do peso e saudável é mito, afirmam cientistas

Ser acima do peso e saudável é mito, afirmam cientistas

Uma nova revisão de pesquisas sobre obesidade questiona a possibilidade de uma pessoa estar acima do peso e ser saudável. Estudos prévios haviam indicado que estaria “em forma” quem está acima do peso, mas apresenta todos os outros índices metabólicos, como pressão arterial e nível de açúcar, dentro dos limites recomendados.

Entretanto, cientistas britânicos apresentaram dados em um recente Congresso Europeu de Obesidade, em Portugal, que apontam ser um mito a ligação entre excesso de peso e saúde. Segundo eles, pessoas obesas que, a princípio, não apresentem sinais de problemas no coração, diabetes ou colesterol alto não estão livres dessas condições ao envelhecerem.

Analisando os registros médicos de 3,5 milhões de pessoas no Reino Unido, coletados entre 1995 e 2015, pesquisadores da Universidade de Birmingham checaram casos de pacientes obesos (com índice de massa corporal de 30 ou superior) que não apresentavam sinais de doenças no coração, pressão alta, níveis de colesterol alterados ou diabetes.

Eles chegaram à conclusão de que obesos “metabolicamente saudáveis” têm um risco maior de ter problemas cardíacos, infartos e derrames do que pessoas com peso dentro dos parâmetros normais.

Entretanto, o estudo, apesar de ter sido apresentado, ainda não foi publicado, portanto não foi checado por outros acadêmicos para garantir a precisão de seus resultados, informou a BBC.
De qualquer maneira, segundo Mike Knapton, da Fundação Britânica do Coração, os resultados precisam ser levados a sério, principalmente devido à magnitude da pesquisa. Assim, a fundação recomenda que as pessoas não fumem, mantenham uma dieta equilibrada, se exercitem regularmente e não exagerem no consumo de álcool para se manterem saudáveis.
“Não se trata de colocar a culpa nas pessoas. É um alerta para que gestores, políticos, fabricantes e o governo garantam que sejam feitas as melhores escolhas para a saúde das pessoas”, destaca.

Já Rishi Caleyachetty, da Universidade de Birmingham, afirma que “a prioridades dos profissionais de saúde deveria ser incentivar e viabilizar a perda de peso em pessoas obesas, independentemente de haver ou não problemas metabólicos”.

Outro lado. Entre diversos estudos que apontam ser possível estar gordo e permanecer saudável, uma pesquisa publicada em 2012 no “European Heart Journal” aponta que obesos com outros parâmetros metabólicos dentro do esperado não têm um risco maior de ter problemas cardíacos ou câncer.

Além disso, Tom Sanders, professor de nutrição do King’s College, em Londres, considera que o estudo de Birmingham tem um ponto fraco por usar parâmetros fixos para definir se uma pessoa tem pressão ou colesterol altos e, assim, determinar se está saudável. Para ele, esse método não é preciso.

Outras pesquisas já sugeriram que nem sempre é o volume de gordura no corpo que importa, mas onde o excesso dela está localizado. Por exemplo, se estiver concentrado em torno da cintura, pode ser pior do que se estiver distribuído pelo corpo.

No Brasil, um entre cinco está obeso
BRASÍLIA. Um em cada cinco brasileiros está obeso, segundo o Ministério de Saúde. Em dez anos, a população obesa no país passou de 11,8%, em 2006, para 18,9%, em 2016. Já o excesso de peso cresceu 26,3% no mesmo período. Em 2006, 42,6% dos brasileiros foram considerados com excesso de peso. No ano passado, esse índice foi de 53,8%.

Outro dado alarmante apontado pelo ministério foi o consumo abusivo de álcool: em 2006, era de 15,7%; dez anos depois, passou para 19,1%.

(Fonte: O Tempo)

Dica de quarta: Analgésico natural!

Dica de quarta: Analgésico natural!

Página 4 de 192

Destaque

banner

Video em Destaque

bem-estar

Corpo Clínico

dr-almino-aa

 

Dr. Almino Cardoso Ramos

Diretor Geral da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-manuela

 

Dra. Manoela Galvão Ramos

Diretora administrativa da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-galvao

 

Dr. Manoel Galvão Neto

Coordenador/ Chefe da Endoscopia Bariátrica Avançada da Clínica Gastro Obeso Center

saibamaismais


dr-thales

 

Dr. Thales Delmondes Galvão

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-nestor-tadashi-bertin-suguitani-m

 

Dr. Nestor Tadashi Bertin

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba 


dr-eduardo-bastos-m

 

Dr. Eduardo Bastos

Coordenador Científico da Clínica Gastro Obeso Center

saiba


dr-raphael-torres

 

Dr. Raphael Tôrres Figueirêdo de Lucena

Cirurgião da Clínica Gastro Obeso Center

saiba

 

Calcule seu IMC

Peso:
Kg
Altura:
m


IMC:

 

Newsletter GOC

Name:
Email: